Para te ajudar a decidir quais são os melhores tipos de peixes para o seu restaurante montamos uma lista com características de cada um e formas de preparo.

No Brasil e no mundo, há uma infinidade de tipos de peixes, tanto peixes de água doce quanto peixes de água salgada, muitos são criados em cativeiros e outros pescados naturalmente.

A Organização Mundial de Saúde recomenda o consumo de peixe, pelo menos, duas vezes por semana, algo em torno de 12 kg por pessoa, durante um ano.
As vantagens de se consumir peixes são grandes porque os tipos de peixes são inúmeros, tanto que fica difícil escolher as melhores opções e as melhores receitas para um restaurante.
São tantos benefícios presentes em diferentes tipos de peixes que o seu restaurante não pode deixar de oferecê-los aos seus clientes.
Nesse artigo vamos te indicar não só os melhores peixes para comer, mas 10 tipos de peixes que são bons, baratos e fáceis de preparar. Continue lendo o artigo.

Os tipos de peixes mais vendidos no Brasil

A seguir você vai conferir uma lista com os 10 tipos de peixes mais vendidos nos restaurantes do país. Peixes que, assim como o panga, são fáceis de preparar, baratos, e em sua grande maioria, sem espinhos. Por isso conquistaram o consumidor brasileiro e tornaram-se as opções mais pedidas entre donos e administradores de estabelecimentos alimentares de todos os tipos.

10 tipos de peixes para vender em seu restaurante

Para te ajudar a decidir quais são os melhores tipos de peixes para o seu restaurante montamos uma lista com as características de cada um e as melhores formas de preparo. Confira abaixo:

Filé de Panga (Pangasius)

Como dissemos acima, o filé de pangasius, também conhecido como filé de panga, apresenta cor branca, textura firme e sabor suave. Não tem espinhas, é vendido limpo e em filés. É muito versátil na cozinha, por ser um bom peixe para fritar, ser assado, na grelha ou no forno, empanado, cozido, ao molho, como molho branco, por exemplo, e etc.

Filé de Polaca

A Polaca do Alasca é muito apreciada por sua carne magra e branca, tem textura firme e, assim como o pangasius, sabor delicado. Também proporciona versatilidade no preparo. É um bom peixe para fritar, ser assado, cozido, empanado ou grelhado.

Filé de Merluza

É um peixe mais magro do que a pescada, ainda assim está entre os mais populares e com maior aceitação, pois seu filé não apresenta espinhas. Com sabor um pouco acentuado, mas agradável e que pode ser, facilmente, suavizado com limão, sal, pimenta, alho-poró ou salsa. Faça seu filé de merluza assado, no forno, com batata, com creme de leite, empanado, grelhado, frito, cozido, com leite de coco, à milanesa e até como recheio de bolinhos.

Filé de Pescada Branca

Muito indicado para quem está fazendo dieta, pois tem baixo valor calórico e apresenta pouca gordura. Por isso, também é muito popular. O filé de pescada é um peixe muito utilizado em ceviche, por exemplo. Também pode ser feito assado, no forno, frito como filés crocantes, ao molho ou grelhado.

Filé de Tilápia

Tem um sabor muito suave, principalmente quando comparado com outros peixes um pouco parecidos. O filé de Tilápia pode ser combinado de diversas maneiras, por isso é considerado como um peixe muito versátil, além de ser uma ótima opção de peixe para dieta. Seu preparo pode ser frito, assado, grelhado no grill, ao forno com batatas, ao molho com alcaparras, a parmegiana e até sashimi de tilápia. Há uma infinidade de receitas para esse peixe.

Filé de Linguado

O linguado é considerado, por chefs e cozinheiros, como um dos melhores peixes e mais saborosos. Sua carne magra, branca, firme e de textura macia o torna uma das melhores opções de peixe para dieta. O filé de linguado pode ser feito no forno, frito, cozido no vapor, grelhado com manteiga, ensopado, com molho de camarão, ao molho branco, ao molho com alcaparras, com leite de coco, a dore, à milanesa, marinado e etc.

Filé de Abadejo

Há muita confusão quanto a esse peixe. Algumas pessoas pensam que badejo e abadejo são o mesmo peixe, mas não são. O badejo é um peixe com sabor mais delicado e com preço mais “salgado”. O abadejo tem sabor mais parecido com a merluza, carne branca e sem espinhas. Pode ser feito em iscas, filé frito, grelhado, ao forno, com alcaparras, com molho de camarão ou cozido.

Posta de Cação

Não tem espinhas, sabor acentuado e carne muito macia, a posta de cação é considerada um ótimo peixe para moqueca, caldeiradas, assada e empanada. Além de outras formas como assado, no forno ou grelhado, ao molho, ensopado e frito. Prepare a posta de cação ainda congelada para preservar o seu sabor e deixá-la mais suculenta.

Salmão

Esse peixe está entre os mais procurados para compor receitas gastronômicas. Sua carne leve e saborosa faz com que seja utilizado de diversas formas desde as mais sofisticadas como tartar, carpaccio, ceviche até as mais comuns e simples como peixe para assar no forno, grelhado, com batatas, com alcaparras, além do tradicional salmão ao molho de maracujá e etc.

Bacalhau

Seu consumo é muito comum durante a Semana Santa e a Páscoa, por isso muitas pessoas acabam não se dando conta de que esse peixe pode ser feito de diversas maneiras. As mais comuns são o bolinho de bacalhau e o bacalhau com batatas, mas o escondidinho de bacalhau, torta de bacalhau e suflê de bacalhau também são receitas deliciosas para esse tipos de peixe. Ah! E não esqueça das receitas tradicionais como o bacalhau no forno e o bacalhau gratinado.

Quais tipos de peixes devo escolher?

A variedade de peixes é grande e os tipos de preparo também são infinitos, além do que, os peixes combinam com diferentes tipos de pratos. Por isso, escolher o tipo ideal para o seu restaurante não é uma tarefa tão simples.

Para isso, é importante que você faça uma avaliação do seu público. Quem são seus clientes? Qual o perfil socioeconômico deles? O que eles buscam em suas refeições? Quais os sabores eles apreciam mais? Quais tipos de guarnições eles consomem ou gostam mais? Quais receitas com peixes são mais procuradas por esse público?
Essas informações são muito importantes para a decisão dos tipos de peixes que você vai incluir em seu cardápio.

Além disso, você deve pensar na estrutura que terá para preparar esses pratos. Se o seu restaurante oferece refeições diárias, para pessoas que almoçam no intervalo do trabalho, não fará muito sentido investir em peixes que exigem muito tempo de preparo.

O seu restaurante é novo e você ainda não tem informações sobre os clientes? Você pode se basear na pesquisa de campo que fez para abrir o seu negócio. Com ela você terá uma ideia do que pode ser mais viável e rentável no dia a dia.

Você também pode investir nos tipos de peixes mais consumidos no país para começar a montar o seu cardápio. Nós preparamos um artigo sobre como montar um cardápio para restaurante que pode te ajudar com esses primeiros passos. Dá uma conferida e depois conta pra gente o que achou.

Fonte: https://www.lojaryualimentos.com.br/blog/10-tipos-de-peixes-para-o-seu-restaurante/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui